961 [= Tav 63,9]: Joan Airas «A mia senhor, que me ten en poder» [B 959, V 546]

Transcrición paleográficaImprimir

B


A mha senhor que me ten en poder
E que en sey mays doutra ren amar  
Sempreu farey quantomela mandar  
Ameu grado que eu possa fazer  
Mays non lhi posso fazer hunha ren  
Quando mj diz quelhi non quera ben  
Cao non posso comigo poer  
   
Casse eu migo podesse poer  
Se deꝯ mi ualha dea non amar  
E la non a uya que mj rogar  
Ca eu rogadera deo fazer  
Mays non posso querer mal a quē  
Nrō senhor quis dar tam muyto ben  
Como lhel deu e tan bon parecer  
   
Sa bondade seu bon parecer  
Mi faz (q) amj mha senhor tantamar  
E sseu bon p’z esseu muy bon falar  
Que non posseu per ren hy al fazer  
Mays ponha ela cōssigo huā ren  
Denunca ia mays mi parecer ben  
Poirey migueu de lhi ben non querer

V


A mha senhor que me ten eu poder
eque eu sey mays doutra ren amar  
sempreu farey quantomela mādar  
a meu grado que eu po ssa fa zer  
mays nonlhi posso fazer hunha ren  
quando mi diz quelhi nō quera bē  
cao nō posso comigo poer.  
   
Ca sse eu migo podesse poer  
se des mi ua lha dea nō amar  
ela nō auya q̄mi rogar  
ca eu rogadera deo fazer  
mays nō posso q̄rer mal aquē  
nr̄o senhor qⁱs dar tā muyto bē  
comolhel deu etā bō parecer.  
   
Sa bondade seu bon parecer  
mi faz amī mha senhᵉ tā tamar  
esseu bon p̃z esseu muy bō falar  
q̄ nō posseu ꝑ rē hy al fazer  
mays ponha ela cōssigo hūa rē  
denū ca ia mays mi parecer bē  
porrey migueu de lhi ben nō q̄rer.